D A N I E L E S S

"I Am The Cowboy On My Own Trip"

e chega de tumblr por um tempo. 

um dia eu volto.

Sobre o amor

em primeiro lugar eu só to escrevendo isso aqui pq eu tenho certeza absoluta que ninguém que eu conheço pessoalmente vai ler isso, PRINCIPALMENTE você.
ontem você deu um fim definitivo à nossa relação, que começou lá em janeiro de 2009. se tu botar no papel são o que, 5 anos que a gnt se conhece e tá junto? posso dizer que foi facilmente o período mais feliz e intenso da minha vida, de longe. eu lembro até hoje da gente se encontrando no planeta atlantida, eu olhando pra voce e vc olhando de volta enquanto um passava andando pelo outro, tal qual cena de filme mesmo. tu lembra? eu sei que tu lembra. ali eu tive certeza que essa relação ia ser algo diferente, especial. eu, bem cara de pau, fui te adicionar no orkut sem motivo nenhum, depois peguei seu msn e aí dá-lhe aquelas conversas de 2,3 horas, na madruga, e era bizarro como basicamente o que a gente falava era “HAHAHAHA”, hahaha. você viajando em bombinhas, eu ouvindo forfun pensando em você…até o dia que a gente finalmente se conheceu, de fato. tu lembra? eu lembro. naquele posto de gasolina ali na lagoa. foi a vez q eu fiquei mais nervoso na vida ao conhecer uma mulher, lembro que eu te dei o oi mais frouxo da história hahaha foi muuuito estranho, toda aquela sintonia do msn parecia ter sumido. ledo engano. foi só a gente ir sentar naquela escadinha na frente do banco do brasil, que começou a rolar o papo, e logo em seguida quando nego saiu pra deixar a gente sozinho, ahhh…veio um tal de “a minha bochecha tá quente!” HAHAHAH. to rindo alto aqui agora ao lembrar disso. você é mesmo uma fofa, Renata.
depois disso, é história. mais saídas (lembra do dia que tava chovendo e eu limpando os pingos da sua coxa? haha), eu voce lucas e paula, lembra? e depois, namoro. no começo eu era um idiota, te tratava mal, não botava muita fé na relação, tava completamente escaldado por causa do meu ultimo namoro. fui fechado, com um escudo gigante, em que você bicava bicava e não conseguia penetrar. até o dia que eu fiz aquela merda de te trair, e quando eu fui te contar, tu chorou de uma forma (nada escandaloso não, foi mais o jeito que veio o choro) que me afetou PRA SEMPRE, eu juro. odeio ver mulher chorando, ainda mais por minha causa, mas ali foi a pior vez de todas, me senti um bosta. tu saiu da minha casa, terminou comigo e arranjou outro namorado. também carioca. lembro ate hoje: eu tava almoçando quando o andrade e o marco vieram me contar que voce tava de namorado novo. meu estômago embrulhou e a comida quase voltou ali mesmo. perdi a porra do apetite. vontade de socar a cara de alguém (na verdade, a do marco, haha.) mas fazer o que? aceitei né…dois dias depois, to andando pela lagoa com o lucas e encontro voce e a paula no ponto de onibus ali do magia. lembro que eu e voce mal nos falamos, se é que nos falamos.
dois meses da minha cabeça doendo, meu coração apertando em te ver com outro cara. veio a festa a fantasia do andrade. ali mudou tudo. eu de bob marley e vc de gatinha hahaha demais. você lembra do tombo que voce levou na volta pra casa? HAHAHAHAH, meu deus, fico com pena até hoje só de lembrar.
e então, voltamos a namorar. e aí dessa vez, ahhhhh dessa vez…. casa do quarto azul, desenho, casa do parque sao jorge, discussao do ovo frito hahaha, paes de queijo, pavê, comidas, jantares com maca e vinho, nossas noites juntas… olha, depois de ontem eu jurei que nunca mais ia chorar por sua causa, nem por mulher nenhuma, mas eu vou mentir se disser que não tem duas lagrimas escorrendo agora, uma de cada lado…
todas as vezes que eu tive um problema, era você que me ajudava…e quando voce tinha um, era a mim que vc recorria…2 anos juntos lá em floripa, depois eu me mudei de volta pro rio…terminamos? claro que não. desistir é pros fracos. a gente tentou o nosso amor ATÉ O FIM (pausa pra choro mais forte haha. eu sou rídiculo. o meu irmão me segue nessa porra aqui. ele vai ler isso. que merda.) e disso eu tenho orgulho, a gente nunca nunca nunca desistiu.
namorar a distancia. foi a coisa mais dificil que eu fiz em 21 anos de vida. nada pode ser mais estressante e confuso do que isso, e eu confesso que foi aí que as coisas começaram a desandar. o meu ciume que antes era muito, mas aguentável, virou exagerado e sem motivo. voce entrou numa faculdade, eu não, me senti pra trás e inutil, enquanto voce conhecia um mundo de novas pessoas e ia em frente com a vida. no começo eu senti raiva, minha depressão entrou em modo TURBO, odiava tudo e todos que tinham sucesso em qualquer coisa da vida, pq eu nao conseguia nada além de ficar em casa ouvindo musica e pensando em voce. foi foda. 2011 foi o ano mais FODA emocionalmente da minha vida. teve 2 dias da minha vida que eu tava tão na merda, que eu consegui compreender quem tira a propria vida por causa de uma tristeza profunda (eu disse que compreendi, não que eu faria o mesmo. jamais faria.) e um deles foi nesse ano (o outro foi ontem.) é foda pq, de repente, aquilo que era o seu centro de gravidade, teu porto seguro, aquilo que te mantinha nos eixos, vai embora. quantas vezes eu não fiquei na merda aqui e se eu ouvisse um “amor, vamos ali rapidinho? eu só gosto de andar com voce…” que voce mandava as vezes e pronto, sabe…
então teve búzios. melhor viagem da minha vida, fácil. 2012. ainda assim conseguindo manter um namoro. caralho, olhando pra trás, a gente era foda, Rê…
passa 2012, começa o termina e volta. ano passado, 2013. maio de 2013 e é isso, a última vez que a gente se viu na vida. depois disso, você arranjou outro cara, eu arranjei uma garota que só fez me piorar e piorar a vida dela, q coitada, nao merecia nada disso. e aí chegamos a ontem.
você, na melhor fase da vida, super feliz, sem os problemas que eu tava lá do lado pra te ajudar. você não sabe o QUANTO eu fico feliz de saber isso, putaquepariu, você não sabe o quanto. mesmo que seja com outro cara, foda-se isso. eu sempre quis que voce superasse todos aqueles problemas e bom, pelo menos um de nós conseguiu.
você apaixonada por outro cara, namorando, transando com ele. eu juro por deus que isso me causa dor FÍSICA. física. vontade de socar uma parede. de tomar o maior porre do mundo, me drogar de todas as formas. não sentir isso, é só o que eu queria. fui pro banho gelado à 1 da manhã. chorei que nem um recém-nascido. então era isso. 4, 5 anos, e tchau. o fim. essa porra me faz refletir: qual é o sentido disso tudo? não, eu sei que o amor é o melhor de todos os sentimentos e sem ele a gente não vive. mas qual é o sentido dele acabar? tipo, eu te amei como NUNCA AMEI NADA NEM NINGUEM ANTES. ainda amo e você sabe. aquele sentimento por você, Renata, foi a coisa mais pura e sincera de toda a minha vida. e agora, bom, agora eu enfio na bunda eu suponho…não tem sentido. você é um cara fechado escaldado por causa do seu ultimo namoro que deu errado; você conhece uma garota que insiste com que voce se abra; voce abaixa a guarda; você se apaixona perdidamente como nunca antes; 4 anos depois, o fim. e agora? eu faço o que com esse sentimento? olhando pra trás, valeu a pena? sim, tudo que eu vivi com voce foi facilmente os melhores momentos da minha vida. mas agora, agora nao tem mais nada! acabou! não sobrou nada! porra! isso é bizarro…será q eu me apego demais? será q sou só eu? putaquepariu, lá vou eu começar a me odiar e achar que eu sou errado e um doente mental por ter 21 anos e sofrer de amor dessa forma…
ontem eu nao consegui dormir, umas 7 da manha é a minah ultima lembrança. apaguei todas as suas fotos do meu celular, do meu computador, escondi a caixinha que voce me deu, tudo tudo que eu tinha que me remetia a voce eu dei um jeito. e aí? resolveu? porra nenhuma. você tá no meu coração, gravado lá, fincado. vontade de arrancar ele daqui. já tentei de tudo pra te esquecer, Renata…foram o que, 5 garotas? mais? e adianta? na segunda, eu chamei ela de renata e ela levantou e me deixou sozinho no restaurante. não é por falta de tentativas, que nem no passado, que eu nao consigo te esquecer…eu realmente venho tentado de tudo e o máximo que eu posso te prometer é que eu nunca vou parar de tentar. mas tá foda, tá bem foda.
sabe o pior? foi voce ter falado que na real, isso nunca ia dar certo mesmo, que nossas personalidades não combinavam e HAHAHA porra??!?!?!?!?!? voce se ouviu quando tu disse isso?!!??!?!?!?!? meu deus. voce podia ter falado qualquer coisa, menos isso. primeiro que não é verdade; segundo que isso me magoou mais do que se tu tivesse falado “o pau dele é maior e me faz gozar como você nunca fez”. eu tenho certeza que tu nao pensa isso, não é possivel…é só fazer um exercicio de memoria, putaquepariu, tu conhece alguem casal com uma sintonia, cumplicidade maior do que a nossa? caralho a gente se olhava e nao precisava falar nada, tava ESCRITO “eu te amo pra sempre”. e é verdade cara. eu vou te amar pra sempre, pelo menos um pouquinho que seja. eu vou te amar pra sempre. você me ajudou a crescer como homem. você me ajudou a superar a pior fase da minha vida, uma depressão crônica (que tá melhor hoje em dia mas depressão é depressão né, loira). você fez muita, mas muita coisa por mim e eu nunca vou esquecer disso…
bom, eu preciso te esquecer. mas antes eu precisava tirar isso tudo do meu peito. claro que não tirei, ainda ta tudo aqui, mas pela primeira vez na vida escrever sobre me deu até uma aliviada…
essa é a ultima vez que eu falo sobre isso aqui, ou na vida. eu te desejo do fundo do meu coração toda a sorte desse mundo, toda a felicidade possivel nessa vida, todo o sucesso, eu sei que voce vai ser uma nutricionista sensacional, ou mesmo se vc optar por outra coisa, pq vc é uma das mulheres mais focadas que ja tive o prazer de conhecer. voce é forte, voce é o ser humano com o coração mais bonito que eu ja conheci e isso eu falo pra todo mundo. eu tenho muito, muito, muito orgulho de você, e da nossa relação, de ter te namorado um dia, de ter te conhecido. se eu faria tudo de novo? SEM PENSAR DUAS VEZES. e ainda consertaria algumas coisas de forma que a gnt ficasse junto PRA SEMPRE e nao 4 anos. DRPS… hahaha.
obrigado por tudo, Renata Cardoso Escobar Ferreira. você foi, é e sempre será o grande amor da minha vida. você mora no meu coração pro resto da minha vida. eu te amo.

quem sabe um dia…não, daniel, deixa de bobagem…

um beijo, com todo o amor que eu tenho nessa vida,

Daniel Esteves.

I was like: ‘Fuck, I could die. We could all die, at any time. Why the hell am I wasting my time? I’m just going to do what I want to do for the rest of my life. I don’t need money.’

—Grimes (via)

(Source: gentle-insomnia, via missellacronin)


How to Hold Hands, vintage Japanese time lapse illustration
How to Hold Hands, vintage Japanese time lapse illustration

(via lucasta)

I loved you
harder than I hated
myself,
and that’s how
I knew I was
in trouble.

—Y.Z (via rustyvoices)

(via lucasta)